Estadual de Ginástica Artística mostra forças da modalidade em São Paulo

 

Serc/São Caetano e Pinheiros dominaram o masculino adulto enquanto São Bernardo do Campo e Pinheiros brilharam no feminino; o campeão olímpico Arthur Zanetti foi o destaque da competição

São Paulo – O campeão olímpico Arthur Zanetti foi destaque do Campeonato Estadual de Ginástica Artística Adulto e Infantil, realizado nos dias 29 e 30/7, em São Caetano do Sul, no ginásio do SERC/Santa Maria e Agith. Arthur competiu em casa – onde treina desde os 7 anos – e levou duas medalhas de ouro, no solo (14.100) e nas argolas (15.200).

Arthur ajudou São Caetano a ficar com a medalha de ouro por equipe no adulto. “Nossos meninos competiram em casa e bem. Todo mundo fez o seu papel de forma esperada”, disse o técnico Hugo Lopes.

Murilo Pontedura foi outro destaque, com medalha de ouro no individual geral (78.400), prata no cavalo com alças (12.600), bronze nas barras paralelas 13.550) e ouro na barra fixa (13.100).

No dia a dia trabalham no ginásio da Agith os técnicos Marcos Goto – também de Arthur Zanetti e da seleção brasileira -, Hugo Lopes, Gabriel Camões, Guilherme Firmino, Vitor Ganancio Ribeiro e Luciano Laurentino. O ginasta Hudson Miguel também atuou como auxiliar-técnico no Estadual.

O Pinheiros ficou com o vice-campeonato, sem Francisco Barreto, finalista olímpico, e sem Arthur Nory, medalhista olímpico (bronze, no solo, no Rio/2016), descansando de competições com a seleção.

O Pinheiros tem um trabalho de muitos anos com a ginástica artística. A modalidade é desenvolvida dentro do clube, com um grupo de atletas militantes ou sócios. “Mas é um grupo muito forte que procura ter um trabalho integrado no ginásio”, afirma Cristiano Albino, que trabalha com Hilton Dichelli, que tem o apelido Batata, Lourenço Ritti Oliveira e Guilherme Oliveira. O grupo principal treina de manhã e o infantil à tarde e noite. Mas o adulto, com ginastas como Chico e Arthur Nory é espelho para os pequenos.

Os destaques da equipe foram Ângelo Assumpção, com bronze no solo (13.550) e ouro no salto (14.200), e Péricles da Silva, com ouro no cavalo com alças (12.600) e prata nas barras paralelas (13.800).

Por equipes, na categoria adulto, o pódio da GAM teve SERC/Santa Maria (230.000), EC Pinheiros (225.250) e Brasil FC (214.900). No feminino, São Bernardo do Campo (148.280), Pinheiros (142.165 e FAE Osasco (139.366). No Infantil, por equipes, o pódio no masculino teve Pinheiros (520.650), Prefeitura Municipal de Indaiatuba (486.800) e ADECO (482.825). No Infantil, por equipes, feminino, os vencedores por equipe foram Pinheiros (363.409) e SERC/Santa Maria (284.310).

A Federação Paulista de Ginástica foi fundada em 1956 e congrega 39 entidades, em sete modalidades, da mais competitiva ginástica do Brasil.

 

 

Clubes de São Paulo mostram excelência no Brasileiro de Especialistas

Clubes de São Paulo mostram excelência no Brasileiro de Especialistas

 

O Pinheiros, de São Paulo, e o SERC/Santa Maria, de São Caetano do Sul, dominaram os títulos da competição ganhando em cinco dos seis aparelhos em disputa na ginástica artística masculina, 83% das medalhas de ouro

São Paulo – Os ginastas e as equipes de São Paulo Pinheiros, da capital, e SERC/Santa Maria, de São Caetano do Sul, mostraram muita qualidade na ginástica artística masculina no Campeonato Brasileiro de Especialistas, realizado no período de 14 a 16 de junho, na Arena 3, no Rio de Janeiro. São Paulo ficou com cinco das seis medalhas de ouro em disputa nos aparelhos masculinos, 83% do total.

O campeão olímpico Arthur Zanetti venceu no solo (15.050), salto (14.200) e argolas (15.050). Trouxe três ouros para São Caetano. Os outros dois topos do pódio foram ocupados por Arhur Nory Mariano, na barra fixa (14.400), e Francisco Barreto Jr, no cavalo com alças (14.150), ambos ginastas do EC Pinheiros, que também ficou com o Troféu Eficiência. Vinícius Machado, da APAM Setor Leste (DF), venceu nas paralelas (13.400).

São Paulo dividiu a maioria dos pódios masculinos com Minas Gerais e Rio Grande do Sul. No feminino, o predomínio foi do CEGIN, do Paraná, e do Flamengo, do Rio. Luísa Maia, de São Bernardo do Campo, conquistou uma medalha de bronze na categoria de 13 a 15 anos.

“Os clubes de São Paulo, seus técnicos, ginastas e comissões multidisciplinares fazem um trabalho de excelência na ginástica e isso se refletiu nos bons resultados. Fiquei feliz por ver os meninos no pódio e com os novos talentos da ginástica feminina também”, afirmou Roseane Zanetti, presidente da Federação Paulista de Ginástica (FPG), que acompanhou a competição no Rio e participou da premiação dos ginastas.

A Federação Paulista de Ginástica foi fundada em 1956 e congrega 39 entidades, em sete modalidades, da mais competitiva ginástica do Brasil.

 

Pinheiros ganha Troféu Eficiência

FPG realiza assembleia de prestação de contas para filiados

São Paulo – A Federação Paulista de Ginástica publicou edital de convocação para a assembléia geral ordinária de 2019 que será realizada no dia 23 de março, a partir das 9 horas, na sede da entidade (Av. Alcântara Machado, 80, sala 23, Brás).

O edital traz a Ordem do Dia dos assuntos que serão tratados, tais como prestação de contas, previsão orçamentária e o código de taxas de 2019.

Para ter direito a voto é necessário estar filiados há um ano ou mais, não estar inadimplente e ter participado de pelo menos um evento oficial da FPG em 2018 ou 2019.

Segue o edital de convocação:

Veja o edital clicando aqui

A Federação Paulista de Ginástica foi fundada em 1956 e congrega 39 entidades, em sete modalidades, da mais competitiva ginástica do Brasil.

 

 

FPG reúne comitês e elabora o calendário de 2019

FPG reúne comitês e elabora o calendário de 2019

Integrantes definiram as datas provisórias para os eventos de cada ginástica no ano; está aberta a consulta para filiados que desejem receber as competições

A Federação Paulista de Ginástica (FPG) divulgou o calendário provisório de cursos e competições para o ano de 2019 – para consultá-lo, basta acessar o site na seção Documentos ou na aba Eventos, e verificar a  distribuição mensal.

As datas e locais dos eventos serão confirmados de acordo com o calendário nacional e a manifestação de clubes e entidades filiadas em sediar as competições.

O objetivo é organizar competições estaduais de todas as ginásticas – Aeróbica, Acrobática, Artística, Rítmica, Trampolim e Para Todos (a temporada terá o Gymnaestrada, com grupos brasileiros e paulistas) –, em todos os níveis e para todas as faixas etárias.

O calendário provisório foi elaborado pelos integrantes dos Comitês responsáveis por cada uma das modalidades da ginástica, em sucessivas reuniões realizadas nos meses de janeiro e fevereiro, na sede da FPG.

“Fizemos um calendário provisório, a partir das indicações de cada Comitê, considerando também o calendário da CBG, que ainda é provisório”, afirmou a presidente Roseane Zanetti. “Vamos confirmar as competições de acordo com as datas dos torneios nacionais”, acrescentou.

Roseane explicou ainda que o calendário provisório foi encaminhado para as entidades filiadas, com o objetivo de buscar candidatos a sediar os eventos, ponto muito importante para o fechamento das datas.

“Consultamos para verificar o interesse dos clubes, entidades e Prefeituras em receber as competições estaduais e algumas nacionais – queremos fazer o Campeonato Brasileiro Adulto por equipe. Assim como foi em 2018, será importante a presença dos principais ginastas do Brasil se apresentando para o público de São Paulo”, acrescentou Roseane.

A FPG também quer trazer para São Paulo o Campeonato Nacional de Ginástica Rítmica, uma das modalidades com maior número de participantes dentre as ginásticas do Estado, e o Brasileiro e Nacional de Ginástica Acrobática, repetindo o que foi realizado em 2018.

A FPG realizou 25 competições em 2018, nas ginásticas artística feminina e masculina (7), ginástica rítmica (12) e ginástica de trampolim (2), e ainda na ginástica acrobática (3) e aeróbica (1). Todos os eventos serão confirmados no site, no Facebook e no Instagram da FPG.

A Federação Paulista de Ginástica foi fundada em 1956 e congrega 39 entidades, em sete modalidades, da mais competitiva ginástica do Brasil.

FPG realiza 31 competições em 2018: 24 estaduais, 6 brasileiros e nacionais e 1 regional, o Sudeste de GR

FPG realiza 31 competições em 2018: 24 estaduais, 6 brasileiros e nacionais e 1 regional, o Sudeste de GR

O calendário foi prioridade para a entidade que contou com a ajuda dos filiados e de parceiros para sediar eventos que reuniram alguns dos maiores nomes da ginástica em São Paulo. Na foto: Roseane Zanetti e Sandra Soares.

 

A Federação Paulista de Ginástica realizou 25 competições em 2018, nas ginásticas artística feminina e masculina (7), ginástica rítmica (12) e ginastica de trampolim (2), modalidades olímpicas, e ainda na ginástica acrobática (3) e aeróbica (1).

“Foi muito bom conseguir parceiros para sediar os eventos. Com boa vontade e trabalho conseguimos contornar algumas dificuldades nas estruturas esportivas e tivemos, o que é muito importante, muita vontade de ajudar por parte dos nossos filiados. Fizemos competições com grande número de participantes, em todos os níveis, em todas as faixas etárias e ginásticas”, disse Roseane.

A FPG também recebeu alguns dos mais importantes eventos nacionais de ginástica, dois deles da Ginástica Para Todos (GPT), incluindo o IX Forum Internacional, realizado pela Unicamp e Sesc, em Campinas, e o GYM Brasil, também em Campinas.

A FPG ainda realizou torneios da Confederação Brasileira de Ginastica (CBG): O Brasileiro Adulto e Infantil de Ginástica Artística, o Brasileiro e Nacional de Ginástica Acrobática (Infantil, Juvenil, Intermediário e Adulto) e o Torneio Nacional de Ginástica Rítmica, todos em São Bernardo do Campo;  e o Brasileiro de Especialistas de Ginástica Artística, em Santos. São Paulo também recebeu um evento regional, o Sudeste de Ginástica Rítmica, em Pindamonhangaba.

A opção da FPG por trazer competições nacionais para São Paulo visou a aumentar o número de ginastas nos eventos, envolver pais, familiares e amigos, o público e a comunidade de todas as ginásticas

“Conseguimos também fazer os eventos da CBG, dentre eles os dois Brasileiros de Ginástica Artística, o Nacional de Ginástica Rítmica e o Brasileiro e Nacional de Ginástica Acrobática. Teve muita gente que apoiou. A maior parte da comunidade gostou de termos trazido os campeonatos para São Paulo e, inclusive, pediram para trazermos novamente para São Paulo”, completou Roseane.

A presidente Roseane também destacou a área de comunicação da FPG, que atuou para divulgar e fortalecer as competições em 2018. “A comunicação da FPG passou a falar com os seus filiados, os ginastas, pais e familiares e também com o público, por meio das redes sociais. Passamos a informar sobre a ginástica, valorizar o trabalho dos clubes e entidades, dos profissionais e atletas e também falar, de forma mais direta e clara, com o nosso público.”

Roseane disse que também pode contar com o trabalho ‘incansável’ das dirigentes Sandra Soares, vice-presidente, Deise Garcia e Luciana Santilli (na foto, com Roseane) e das funcionárias da FPG. “Foi muito empenho e envolvimento de todas elas.”

A Federação Paulista de Ginástica existe desde 1956 e congrega 39 entidades em sete modalidades da mais competitiva ginástica do Brasil.

Siga a FPG em https://www.facebook.com/fpgoficial/ , www.instagram.com/fpg_oficial e no https://twitter.com/FPG_Oficial

 

X